Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2018

10 direitos do consumidor nas compras com cartão de crédito que você precisa conhecer

O cartão de crédito é uma grande comodidade para os consumidores. Sendo bem utilizado, é um bom aliado para administrar melhor as suas finanças, e com isso equilibrar o seu orçamento. Contudo, existem algumas “pegadinhas” do comércio que podem prejudicá-lo na utilização do dinheiro de plástico. Portanto, em aquecimento para a Black Friday 2018 que está chegando, confira aqui neste artigo 10 direitos do consumidor na compra com o cartão de crédito.

1) Valor mínimo para compra no cartão de crédito é prática abusiva Comprar com o cartão de crédito sem parcelar é considerado como um pagamento à vista. Portanto, nenhuma loja poderá obrigar o consumidor a comprar apenas acima de determinado valor. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, inciso V do artigo 39, é prática abusiva exigir do consumidor vantagem manifestamente excessiva.

2) Consumação mínima também é uma prática abusiva Ao mesmo tempo em que é uma prática abusiva um valor mínimo na compra do cartão de crédito, a consumação mí…

Como organizar um Plano de Contas

Um plano de contas é muito parecido com um jogo de equilibrar blocos. Se você retirar um bloco de uma parte do seu negócio, é preciso adicioná-lo novamente em outro lugar. Isso ocorre porque os sistemas financeiros são criados com base na expectativa de que sempre haverá um equilíbrio entre o total de ativos (o que você possui) e o passivo (o que você deve). Embora raramente isso ocorra de fato, a diferença entre o que você possui e o que deve é seu patrimônio líquido. A meta, é claro, é ter mais do que se deve, de modo que seu patrimônio líquido seja positivo nos livros contábeis e gere renda posteriormente.
Vamos entender o plano de contas. Há quatro seções principais: ativos, passivos, receitas e despesas. O patrimônio líquido também é uma seção, mas não é ativamente gerenciado. É o que sobra depois que todas as atividades da empresa, positivas e negativas, foram registradas corretamente. Receitas e ativos são bons. Os passivos e as despesas não são excelentes, mas nem sempre são ruin…

Como separar o seu dinheiro do de sua empresa?

Lidar com o dinheiro, parece ser uma tarefa difícil. Principalmente quando você precisa lidar com o seu e de sua empresa. Mas calma, nada é impossível e você irá aprender como separar o seu dinheiro do de sua empresa. Como separar o seu dinheiro do de sua empresa? Se você é empresário e está com dificuldade em separar seu orçamento pessoal do de sua empresa, então você está no artigo certo. Afinal, não é fácil conciliar os estudos, a família e os negócios com a correria do dia a dia. Porém, hoje em dia gerenciar suas finanças pessoais e empresariais virou o x da questão, pois, é essencial para a manter o controle da sua vida organizada e, claro, ter um orçamento e essência. O problema é quando você não sabe separar essa organização e acaba se perdendo todo final do mês confundindo dívidas pessoais e empresariais prejudicando ambos os orçamentos. Aprenda como separar o seu dinheiro do de sua empresa Empreendedorismo individual Ser seu próprio chefe é uma sensação maravilhosa! Saber que você ch…